NOTÍCIAS >

Especial Eleições 2024

Publicado em

19/03/2024

Especial Eleições 2024

Série especial sobre temas relacionados ao processo eleitoral e às eleições 2024.

Getting your Trinity Audio player ready...

No dia 6 de outubro de 2024, cerca de 152 milhões de eleitores em 5.568 cidades brasileiras irão às urnas para escolher novos prefeitos e vereadores. A estimativa é que cerca de 518 mil candidatos disputem, aproximadamente, 58 mil vagas para vereador em todo o país e outros cerca de 58 mil concorrerão a 5.568 vagas para prefeito. 

O Art. 14 da Constituição Federal brasileira determina que “a soberania popular será exercida pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto, com valor igual para todos”, sendo que, para maiores de 18 anos, o voto é obrigatório, passando a ser facultativo – ou seja, opcional – para pessoas analfabetas, maiores de 70 anos e/ou maiores de 16 e menores de 18 anos. Para votar, todas as pessoas maiores de 16 anos precisam estar com seus títulos de eleitor regularizados até 8 de maio. 

Nas eleições de 2022, por exemplo, entre as 156 milhões de pessoas aptas a votar, mais de 32 milhões de eleitores se abstiveram e não participaram do primeiro turno, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O número equivale a 20,9% da população, quebrando um recorde de 1998, quando 21,5% não votaram. 

É diante desse contexto e da importância em reforçar o papel do engajamento e participação da sociedade na escolha de representantes do povo que a Revista Casa Comum lança o Especial Eleições 2024, página que vai reunir um compilado de reportagens, matérias, artigos e materiais audiovisuais próprios da Revista e também realizados a partir de parcerias com atores estratégicos do campo socioambiental, sobre temas relacionados ao processo eleitoral.

Muitos desses conteúdos integram a 8ª edição da Revista, que decidiu pautar no primeiro volume do ano a necessidade de “Reencantar a política: pela mobilização das urnas e das ruas”. 

As reportagens, artigos, infográficos e fotos da edição, lançada em março de 2024, contam histórias impactantes e trazem contribuições como a compreensão da democracia como um processo a ser construído de modo permanente sob a ótica da justiça, igualdade e equidade, além da importância de ocuparmo-nos da política como exercício de uma sociedade fraterna, que cuida e defende todos os seres, inclusive os não humanos.

O volume foi construído junto com lideranças, articulações e movimentos sociais que têm compromisso com a história e com a perspectiva da democracia, como um processo a ser construído de modo permanente sob a ótica da justiça, igualdade e equidade.

Com os materiais que serão listados periodicamente nessa página, a Revista Casa Comum espera contribuir com a perspectiva de que não existirá democracia enquanto direitos humanos e ambientais não estiverem assegurados para todos e todas. 

Confira a seguir.

Revista Casa Comum coloca em pauta o exercício diário da democracia para além do voto nas urnas

Em ano eleitoral, a primeira edição de 2024 da Revista traz debates sobre democracia, política, engajamento e participação para a construção de um país menos desigual.

A democracia vivenciada no dia a dia da população brasileira

Em ano eleitoral, é preciso, mais do que nunca, um reencantamento com a política, a fim de construir coletivamente um país democrático, justo e inclusivo, que seja de fato para todos e todas.

Confira a reportagem Em Destaque da 8ª edição da Revista Casa Comum.

Desafios para o engajamento social e a participação política de migrantes e refugiados no Brasil

Reportagem especial da Revista Casa Comum aborda os desafios e barreiras para que pessoas estrangeiras residentes no Brasil possam participar e exercer direitos democráticos, como o voto.

Casa Comum No Ar 08 | Destaques 8ª edição

O Casa Comum No Ar 08 apresenta os destaques da 8ª edição da Revista, uma iniciativa da Revista Casa Comum em parceria com o Projeto Encantar a Política.

Revista Casa Comum lança 8ª edição no 12º Encontro Nacional de Fé e Política

Em parceria com o Encantar a Política, iniciativa de comunicação multiplataforma do Sefras está presente no encontro, que acontece entre os dias 5 e 7 de abril, em Belo Horizonte (MG).

O que os jovens têm feito pelo meio ambiente, na dimensão política?

A participação dos jovens na política é fundamental para que possam trazer suas perspectivas e demandas. A pesquisa Juventudes, Meio Ambiente e Mudanças Climáticas é uma realização Em Movimento (@toemmovimento), Rede Conhecimento Social (@redeconhecimentosocial), Engajamundo (@engajamundo), Instituto Ayíka (@institutoayika) e GT de Juventudes de Uma Concertação pela Amazônia.

Outros conteúdos:

A democracia vivenciada no dia a dia da população brasileira

Em ano eleitoral, é preciso, mais do que nunca, um reencantamento com a política, a fim de construir coletivamente um país democrático, justo e inclusivo, que seja de fato para todos e todas.

Publicado em

26/03/2024

“Diferença de direitos é incompatível com a democracia”, afirma Luana Heinen

Para Luana Heinen, doutora em Direito, a sociedade civil é fundamental para reconstruir a ideia de comum, de coletivo e da importância da realização da política para a conquista de direitos, especialmente porque em uma sociedade plural, não há saída fora da política.

Publicado em

26/03/2024

Para além das eleições: a participação para a construção coletiva do bem comum nos territórios

Conheça diferentes experiências e possibilidades de influenciar a política local.

Publicado em

26/03/2024

ASSINE NOSSO BOLETIM

Receba nosso conteúdo por e-mail, de acordo com nossa Política de Privacidade.

    Botão do whatsapp

    Entre para nossa comunidade!